1 de jun de 2012

CHEMTRAILS E AS GUERRAS QUÍMICAS

O século XX foi marcado pelas guerras em todo o mundo e, sobretudo, pela sofisticação das armas utilizadas nas batalhas. O avanço da ciência e tecnologia permitiu que milhões de vida fossem salvas, mas em contrapartida contribuiu também para a morte de outros milhões. As armas convencionais passaram a ficar obsoletas para os propósitos dos senhores da guerra, que de imediato, se voltaram para armas químicas, biológicas e radioativas que não só destruiriam o inimigo nos campos de batalha, mas que alastraria seus efeitos nocivos por mais tempo e para uma área mais abrangente. Com tais armamentos sofisticados várias gerações seriam atingidas e mortas devido ao envenenamento gradual do meio ambiente, água, solo, atmosfera, flora, fauna e toda cadeia alimentar. Ou seja, a química mortal não está somente no campo de guerra, mas está também presente no ar que você respira; nos alimentos industriais ou mesmo naturais que você consome; na carne que você devora, na água (tratada) que você bebe, etc. Atualmente as armas de destruição em massa supostamente foram abolidas e há uma política internacional de desarmamento aparentemente mantida, mas é só olhar atentamente para o céu e veremos que algo está errado. Há uma teoria que se torna cada vez mais popular, em que se afirma que um grupo seleto de pessoas influentes em todo o mundo, mais conhecidos como Illuminatis procuram, há centenas de anos, exterminar o equivalente a 1/3 da humanidade, para assim se tornar viável a implantação de uma Nova Ordem Mundial. Já tentaram de tudo, impuseram a fome e o terror em países miseráveis; manipularam vírus e bactérias em laboratórios para disseminarem doenças e epidemias; provocaram guerras absurdas em nome da liberdade e do petróleo; e agora já controlam o clima e podem provocar desastres como grandes secas ou inundações, maremotos e terremotos (através das antenas da HAARP). Baseado nas mais diversas teorias conspiratórias, fiz um resumo sobre algumas das mais conhecidas armas químicas e biológicas já criadas e suas terríveis conseqüências para a saúde do homem e do planeta, até chegar ao principal e disfarçado meio de aniquilação em massa do século XXI: os Chemtrails!

Os efeitos do gás mostarda na Primeira Grande Guerra
GÁS MOSTARDA E GÁS CLORO - Na Primeira Guerra Mundial (1914-1918), milhares de combatentes morreram sufocados por gases a base de cloro e fosfogênio, ou queimados e asfixiados pelo terrível gás mostarda (ou Yperita). O gás cloro (do grego Kloros) que tem a ver com sua cor amarela esverdeada, pertence à família dos gases sufocantes que irritam e ressecam as vias respiratórias. O organismo segrega líquido nos pulmões para aliviar a irritação, provocando assim um edema. As vítimas morem literalmente afogadas nos próprios fluídos. O gás “mostarda” era assim chamado pelo seu odor semelhante à planta e sua cor marrom amarelada. O gás mostarda além da asfixia, causava cegueira, abertura dos poros da pele, rompimento dos vasos sanguíneos (veias e artérias), morte dolorosa de 3 a 5 dias (se em contato direto com o gás), formação de bolhas na pele, efeitos mutagênicos e carcinogênicos (câncer) e edema pulmonar.
As tragédias de Hiroshima e Nagasaki

BOMBA ATÔMICA - Já o fim da Segunda Grande Guerra Mundial (1939-1945) foi selado com as explosões das bombas atômicas em Hiroshima e Nagasaki. Os efeitos da radiação nuclear até hoje causa seqüelas físicas e mentais nos japoneses. As explosões sobre Hiroshima e Nagasaki criaram uma onda de choque supersônica, que foi responsável pela destruição da maioria dos prédios na zona de explosão. Metade da energia liberada pelas bombas foi lançada sob a forma de vento que pulverizou a 440 metros por segundo (a velocidade do som é de 330 m/s) tudo ao seu alcance, enchendo o ar com detritos. O calor gerado alcançou de 3.000 a 4.000 graus centígrados após a explosão. Para se ter uma idéia, a água evapora-se a 100 graus centígrados. A intensa temperatura derreteu garrafas de vidro distantes a um quilômetro do centro da detonação. A bomba foi concebida para explodir a 600 metros acima do solo para aumentar seu efeito arrasador. Foram mortas 66.000 pessoas e 69.000 foram feridos gravemente em Hiroshima; em Nagasaki foram 39.000 mortos e 25.000 feridos. Alguns meses após, mais 300.000 pessoas morreram em conseqüências dos ferimentos e da radiação emanada. Os efeitos da radiação passaram de pai para filho nos anos seguintes, milhares de pessoas tiveram problemas genéticos que resultaram em bebês deformados ou na total esterilidade. Após esses dois grandes conflitos mundiais, se deu prosseguimento às experiências para a manipulação climática, onde supostamente a intenção seria provocar chuvas através do borrifamento controlado de iodeto de prata (o núcleo de condensamento) em nuvens acima das áreas castigadas pelas secas, como também conseguir anular a energia de furacões e chuvas de granizo que destruíam grandes plantações.
A herança deixada pelo Agente Laranja
AGENTE LARANJA E NAPALM - Mas veio a Guerra do Vietnã (1961-1975) que se tornou o palco para mais uma experiência com armas químicas. O mundo descobriu horrorizado o Napalm e o “Agente Laranja”. O Agente Laranja é uma mistura de dois herbicidas: o 2,4-De o 2,4,5-T. É um herbicida desfolhante composto principalmente pela Tetraclorodibenzodioxina, na verdade um organoclorado altamente tóxico que era usado para abrir clareiras nas florestas e descobrir os vietcongs das matas, mas que servia também com uma potente e nociva arma química. O Agente Laranja contaminou toda a cadeia alimentar, solo, água, fauna e flora. Os seus efeitos são sentidos até hoje, 37 anos após o término da guerra. 
O resultado de ataques com Napalm
As principais manifestações na população vietnamita decorrentes da química nociva do agente laranja foram, o câncer, a esclerose múltipla, diabetes, o comprometimento do sistema imunológico, esterilidade e mutações genéticas (crianças nascidas com deformações físicas, síndrome de Down, deficiência imunológica, etc.). Foram despejados pelos aviões de guerra norte-americanos quase 45,6 milhões de litros do Agente Laranja, atingindo não só os guerrilheiros, mas também as populações inocentes de camponeses, incluindo velhos, mulheres e crianças, cobrindo 10 % do território do Vietnan. O Napalm por sua vez foi uma alternativa (mais amena?!) para não recorrer novamente às bombas atômicas, era composto de gasolina, sais de alumínio e dos ácidos nafténico e palmítico; era um gel pegajoso e incendiário que em combustão gerava temperaturas de 1.000 graus centígrados; aderindo à pele, queimava músculos e fundia ossos, além de liberar monóxido de carbono, fazendo vítimas por asfixia.

Como funcionava o projeo Popeye
PROJETO POPEYE - Os norte-americanos que já dominavam a “arte de fazer chuva” deram continuidade em sua investida militar no Vietnã do Norte apelando em seguida para a guerra climática. Com o borrifamento das nuvens (Projeto Popeye) provocaram precipitações que causaram grandes alagamentos e tornaram as estradas inviáveis para os transportes de suprimentos e armas para as forças vietnamitas; mas o uso de tais recursos para se obter vantagens no conflito foi denunciado pela mídia televisiva que ainda não era controlada pelos senhores do mundo.
GÁS SARIN - O Gás Sarin teria sido desenvolvido pelos nazistas alemães na década de 1930. O gás não tem cor, cheiro ou gosto. Na guerra do Irã e Iraque (1980-1988) os militares iraquianos usaram armas químicas contra aldeias curdas ao norte do Iraque, como punição por estes terem supostamente recebido apoio dos iranianos. 
Gás VX dizimando civis inocentes
Aproximadamente 10 mil curdos foram mortos pelo Gás Sarin que atacava principalmente o sistema nervoso e pelo já citado gás mostarda. Em 20-03-1995, um ataque com Gás Sarin efetuado por adeptos da Seita Aum Shinrikyo (Religião da Verdade) aos trens do metrô de Tóquio, no Japão, deixou um saldo de 12 mortos, 50 gravemente intoxicados e 6.000 levemente intoxicados ou feridos.
GÁS VX - O VX foi desenvolvido pelos ingleses em 1952, que negociaram sua tecnologia com os norte-americanos. O “V” de VX significa “longa persistência”. Isso quer dizer que quando se dissipam, seus efeitos tóxicos são de longo prazo. Na forma líquida que é absorvida pelos olhos ou pele, o VX leva de uma a duas horas para agir e geralmente seus efeitos são mortais. Na forma gasosa o VX é mais mortífero e causa muito sofrimento. O gás atua cortando o sistema nervoso, aderindo à enzima que transmite sinais aos nervos, inibindo-os e tornando-os isolados e incontroláveis. Os países que têm tecnologia para desenvolver o VX são a Inglaterra, Estados Unidos, França e Rússia. Para se ter uma idéia do poder do VX, a Inglaterra após tê-lo criado se desinteressou pelo armamento termonuclear. As pessoas que são expostas, a uma dose baixa ou moderada de VX, por inalação, ingestão ou absorção pela pele podem ter os seguintes sintomas: corrimento nasal, lacrimejamento, pequenos pontos na pupila, dor ocular, visão turva, suor excessivo, tosse, aperto torácico, respiração rápida, diarréia, freqüência urinaria aumentada, confusão, sonolência, fraqueza, dores de cabeça, náuseas, vômitos, dor abdominal, ritmo cardíaco lento ou acelerado, pressão arterial elevada ou excessivamente baixa. Como o VX e o Sarin são ambos agentes nervosos, têm efeitos semelhantes no organismo. Mas o VX é aproximadamente 100 vezes mais letal que o Sarin quando absorvido pela pele, e 2.000 vezes mais mortal quando inalado. O Gás Mostarda não é menos mortal que o Sarin e o VX, mas seus efeitos nocivos são mais duradouros, causando câncer e efeitos congênitos.


A misteriosa substância gelatinosa que caiu do céu
CHUVA GELATINOSA - Após alguns anos sem denúncias de ataques ou experiências com armas químicas ou climáticas, o que não significava que tinham parado com as tentativas, ocorreu uma chuva de uma substância gelatinosa branca (contendo dois tipos de bactérias encontrados no sistema digestivo e glóbulos brancos humanos) em Oakville, Washington. Neste dia de agosto de 1994, a misteriosa substância cobriu uma área com 640 habitantes da cidadezinha norte-americana provocando uma gripe misteriosa que infligiu por vários meses a população. As vítimas que tiveram contato com a substância gelatinosa sofreram com visão embotada, tonteiras, fraquezas e desmaios, além de uma gripe violenta que durou em média três meses. Vários animais domésticos (cães e gatos) morreram.

HAARP - O projeto denominado HAARP (High Frequency Active Auroral Research Program) ou Programa de Pesquisas de Auroras Ativas de Alta Freqüência iniciou com o título de “experimento científico de comunicação” e hoje está enquadrado na característica de “Estratégia, Inteligência Tática e Guerra Eletrônica”. 
As polêmicas antenas da HAARP
O HAARP começou a ser questionado ainda na década de 1990, seu objetivo seria o estudo da camada da atmosfera conhecida como Ionosfera.  A ionosfera é uma faixa da atmosfera bastante ionizada onde se perde e ganha elétrons com extrema facilidade e que está em constante carregamento elétrico, sendo que a densidade dos íons livres varia de acordo com os padrões temporais, como a hora do dia ou a estação do ano. A ionosfera está numa área situada entre a mesosfera até a termosfera, onde acontece o fenômeno da aurora boreal. O HAARP utiliza uma tecnologia de ondas de rádio super-potentes concentradas num raio que aquece as zonas da ionosfera, em seguida essas ondas eletromagnéticas regressam então à superfície terrestre direcionadas a um alvo específico (seres vivos ou não). Digamos que é um "aquecedor" ionosférico. Podem modificar a composição molecular de certa região da atmosfera, dar-lhes uma predominância maior, por exemplo, poderiam ampliar artificialmente as concentrações de ozônio, de nitrogênio e mais gases. As emissões de alta freqüência do HAARP podem causar danos desconhecidos e gravíssimos na ionosfera, e no campo magnético terrestre, interferindo nas telecomunicações em todo o mundo e provocando alterações climáticas drásticas, etc. As antenas da HAARP (norte-americanas) estão localizadas no território do Alasca, as antenas russas (pioneiros nessa tecnologia) estão instaladas na Sibéria e há também antenas na Noruega. A HAARP é definitivamente um projeto militar em que se controla as freqüências de rádio através dessas partículas de alumínio e bário, despejadas através dos chemtrails, que por serem metais, refletiriam as freqüências mantendo as comunicações ininterruptas e, ou, interrompendo as dos inimigos, bloqueando sinais de rádio, televisão, internet, etc. Nós não temos idéia de como as freqüências de rádio nos afetam diariamente, o que pensar sobre as freqüências dos satélites, antenas de celular (que já foi muito questionada seus efeitos radioativos no ser humano), e outras freqüências eletromagnéticas de várias origens.

CHEMTRAILS, OS RASTROS QUIMICOS - Depois do polêmico episódio da chuva gelatinosa nos E. U. A. em 1994, houve um tempo (aparente) de calmaria até a década de 2000, onde surgiram as “falsas nuvens” provocadas pelos chemtrails. Eles tinham aperfeiçoado a pulverização nos céus que passava desapercebida pela grande maioria da população. A mídia em todo planeta que atualmente é controlada pelos cabeças da Nova Ordem Mundial continua convenientemente a ignorar os chemtrails (lê-se kem treius) apesar da crescente onda de avistamentos e denúncias praticamente por todo o mundo. A população mais atenta (somente 10%) começa a se mobilizar e organizar passeatas e manifestações contra a pulverização indiscriminada que está acontecendo sem nenhuma satisfação das autoridades nos mais diversos países das Américas, Europa e Oceania. Em Paris, na França, ocorreu a primeira manifestação pública contra os chemtrails e a manipulação climática, no dia 1º de maio; Em Barcelona, na Espanha, ocorreu outro manifesto público no último dia 12 (dia das mães) no mesmo mês. Aqui no Brasil já existem milhares de ocorrências registradas em fotos e vídeos ao longo dos últimos três anos. 
Protesto na Europa contra chemtrails
Ao que parece os aviões pulverizadores e seus rastros químicos são mais vistos no Sul do país, nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul; mas há registros também nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, no Sudeste; e ainda nos estados do Ceará e Piauí, no Nordeste. Quando se pergunta pela falta de posição da FAB (Força Aérea Brasileira) ou INFRAERO em relação aos misteriosos aviões (de grande porte e sem identificação) que estão pulverizando nosso espaço aéreo, as respostas são evasivas e geralmente acontece um jogo de empurra-empurra. Mas o que esperar, já que o fenômeno dos rastros químicos é notoriamente mundial e obviamente existe uma cooperação dos governos envolvidos. Seus objetivos? Alguns representantes de governos pressionados alegaram que estão apenas tentando controlar e alterar o clima, reparando o que em 50 anos o que o processo natural só conseguiria fazer em mais de 200. Pois, despejando essas partículas de metais como alumínio na atmosfera, faria com que o calor vindo do sol seria refletido para fora do planeta, diminuindo o “aquecimento global”. Poderia até ser, mas por que nunca foi admitido oficialmente pelos governos, e por que não se assume a hipótese dos danos colaterais na população terrestre e das crescentes incidências de doenças degenerativas ou respiratórias causadas por essas experiências atmosféricas? E a possibilidade de ser o contrário do que se alegou, ou seja, provocar um efeito estufa no planeta graças a camada de metais pesados borrifados na ionosfera, deixando a  Terra mais e mais aquecida, favorecendo a proliferação de doenças?
Rastros químicos cruzados no céu
Os chemtrails são compostos de partículas de metais pesados, como citei antes, e estes metais são bons condutores de eletricidade, assim, são também bons condutores de impulsos eletromagnéticos. E a melhor maneira de direcionar tais impulsos a um alvo específico, é através dos chemtrails usando corretamente as correntes de ar que geralmente estão em curso para as grandes cidades. Existem outras várias teorias, uma delas é simplesmente a esterilização em massa de forma gradual; outra teoria seria a destruição dos alimentos naturais, das grandes produções agrícolas e o extermínio da fauna através de altos índices de produtos químicos lançados na atmosfera que contaminam o solo e a água, como o alumínio e o bário (responsáveis também pelas secas e aquecimento artificial do planeta), favorecendo assim o crescente comércio e a dependência dos produtos industrializados e transgênicos; outra teoria interessante é extermínio de 1/3 da humanidade através dessa manipulação climática, barrando os raios do sol e criando um efeito estufa que resseca o ar e aumenta ainda mais a temperatura da Terra, favorecendo a proliferação de novas variantes de vírus desenvolvidos em laboratórios (como o H1N1 da gripe) expondo a população desavisada e desprotegida, submetendo-a em seguida à uma vacinação em massa (em alguns casos, mortal). 
Avião comercial emitindo chemtrails
Quanto a outros efeitos causados aos seres humanos pelos chemtrails, são citadas ulcerações na pele; a baixa imunidade e doenças respiratórias como tuberculose e pneumonia; pressão alta; doenças degenerativas, como o Mal de Parkinson e Mal de Alzheimer, entre tantos outros já comprovados. Muitos já associam os Chemtrails às antenas da HAARP, num mega-plano que para controlar o planeta, através dessas armas climáticas capazes de provocar maremotos, terremotos, secas, inundações, etc. Quem está por trás de tudo isso? Um governo paralelo mundial que controla o planeta há séculos, eles são membros de sociedades secretas centenárias, como os Illuminati, Rosa-Cruzes, Skull & Bones, maçons graduados, satanistas, ou simplesmente banqueiros mafiosos internacionais. Mas o objetivo dessa elite seria somente dominar o mundo e escravizar o restante da humanidade que sobreviver a tudo isso? Não, por trás de toda essa conspiração global maligna, existe um único líder, que talvez até a maioria dos seus “soldados” desconhecem como verdadeiro mentor de todo o plano, seu nome: Satanás. Sua meta é preparar o terreno propício para a chegada do anti-cristo que tentará se impor como o messias esperado pelos judeus, como o Jesus glorificado para os cristãos,  Maomé para os muçulmanos, Maytreia para os adeptos da Nova Era, etc. Todo cenário será produzido pelo Projeto Blue Deam (em parceria com a NASA), graças às suas projeções holográficas e sonoras, que realizarão os “milagres” das aparições nos céus (cruzes, Virgem Maria, óvnis, luzes ofuscantes...) por todo o planeta simultaneamente. Ele enganará a quase todos, inclusive alguns eleitos, que aceitarão a mentira que “todos os caminhos levam a Deus”, contrariando a João 14.6: “Disse-lhe Jesus: Eu sou o Caminho, e a Verdade e a Vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim”; mas no final, eles (satanás, a besta e o anticristo) serão derrotados. A doença de pele conhecida como Morgellons ou “lepra cibernética”, ainda uma incógnita para a medicina mundial, provavelmente foi liberada por um agente químico contido nas nuvens artificiais que se dissipam sobre nossas cabeças. Contos da carochinha? Vejam, os sinais estão no céu, como foi anunciado pelo Senhor Jesus Cristo em Lucas 21.11: “E haverá em vários lugares grandes terremotos, e fomes e pestilências; haverá também coisas espantosas, e grandes sinais do céu.” Muitos confundem os contrails com os chemtrails. 
Diferença entre contrail e chemtrail
Há uma diferença e vale a pena saber identificar um do outro. Chemtrails (chem, de Chemical, químicos) e trail (rastros, trilhas), são rastros mais densos que perduram no céu por horas e se abrem como um véu se espalhando em forma de nuvens na baixa altitude. Os rastros ou trilhas, podem ser observados em linhas paralelas e trançadas (como grades) em direções diferentes, também conhecidos como “efeito grelha”, que é eficaz na medida em que um rastro e outro se cruzam e ao se alargarem cobrem com melhor eficiência uma área independentemente da mudança de ventos. Ao contrário do que se pensa, a maioria das descargas contendo partículas de alumínio e bário (metais pesados) são lançadas na madrugada, apesar de muitos avistamentos serem flagrados em dias ensolarados e com o tempo aberto. Os contrails (con, de condensation, condensação) são os rastros deixados no céu após a passagem de um avião em grande altitude. O rastro se deve à condensação dos vapores de água criados pela exaustão dos motores devido às baixas temperaturas nessas altitudes. Normalmente os contrails dissipam-se em menos de dois minutos. Aviões sem identificações e sem janelas, chamados de “chemtankers” (tanques químicos), já foram flagrados em aeroportos pelo mundo no momento em que se reabasteciam da carga química, e o pior é que há denúncias anônimas de pilotos e tripulantes de alguns vôos comerciais que afirmam que seus aviões de grande porte foram adaptados para a mesma finalidade, sem mencionar também que muitos pilotos filmaram e postaram no youtube anonimamente, vôos dos chemtankers cruzando em suas rotas habituais com a permissão e orientação do controle de tráfego aéreo.


Desenhos da Disney já mostram chemtrails
Vigiem os céus, se informem e informem a outros; e aguardem que a mídia manipuladora logo vai ser obrigada a falar sobre isso, pois a pressão popular tende a aumentar em todo o mundo. Pesquisem na internet matérias e vídeos sobre Chemtrails, HAARP, Morgellons, FEMA e Projeto Blue Beam, mesmo se você não for cristão. Você tem uma família, não tem? Deus tenha misericórdia dos milhões que dependem do sistema de saúde pública e que sequer imaginam o que está acontecendo e do que ainda está por vir. A humanidade anestesiada está sendo controlada, conduzida e engordada como gado a ser abatido (e isso não tem nada a ver com a farsa dos ETs) por homens poderosos que venderam a própria alma e que estão a serviço do senhor da mentira. As nossas crianças já estão sendo condicionadas a aceitar os “chemtrails”, pois em alguns desenhos animados da Disney os rastros químicos já são mostrados nas imagens dos filmes como se fossem perfeitamente normais; da mesma forma em cenários dos filmes de hollywood e em anúncios de multinacionais. De qualquer forma, poucos hoje em dia olham para o céu e percebem algo estranho, pois a maioria está com pressa e não têm tempo para isso. Vigiem, questionem, não dependam dos noticiários da TV para se informar e aproveitem enquanto a internet ainda está disponível e sem censura!

Na sequência desta postagem publiquei "As Armas Biológicas - O Terror Persiste".
Confiram também neste blog a postagem "Chemtrails - Cuidado, estão Pulverizando o Planeta!".
Abaixo um link com uma amostra de rastros químicos filmados em Florianópolis em 2012:
http://www.youtube.com/watch?v=RnO3Hd4VYXY
Por Eumário J. Teixeira

Nenhum comentário:

Postar um comentário