13 de jul de 2010

JIMMY REED, O REI DO "SOFT BLUES"


O “rei do soft blues”, assim ele poderia ser chamado. Não se considerava um bluesman nato, mas a sua música, antes de mais nada, era de grande apelo popular e tinha como base o puro blues. Foi um dos primeiros a se apresentar para grandes platéias tocando gaita com suporte e guitarra elétrica ao mesmo tempo, no estilo folk singer. Era o carisma em pessoa, just Jimmy Reed...
Voz, gaita e guitarra: um showman
Jimmy Reed, batizado Mathis James Reed, nasceu em Dunleith, Mississipi, no dia 06 de setembro de 1925. Aprendeu a tocar gaita com seu pai e ainda quando criança conheceu seu amigo e parceiro musical Eddie “Playboy” Taylor, que lhe ensinou a tocar guitarra e participaria de sua banda anos mais tarde. Em 1943 aos 18 nos Jimmy Reed mudou-se para Chicago em busca de fama, mas teve que servir na Marinha por quase dois anos durante a 2ª Guerra Mundial. Em 1945 voltou para Dunleith e logo em seguida foi para Gary, Indiana, onde formou uma banda com o iniciante Albert King, pasmem, na bateria! No início dos anos 50 encontrou-se com o Eddie Taylor em Chicago e montaram uma banda caracterizada por um blues lento, ritmado e vigoroso, a marca registrada de Reed. Em 1953, Reed com 28 anos, grava com Eddie Taylor, seu primeiro disco com o tema “High And Lonesome”, para o Selo Chance e, ainda neste ano, o Selo Vee Jay aproveitando o desinteresse da Chess por ele, resolve contratá-lo em definitivo. A banda passou a ser uma máquina de fazer hits. Ele chegou a vender mais discos que Muddy Waters, Howlin' Wolf, Elmore James ou Little Walter. Mas entre eles, Reed foi o que menos soube lidar com a fama. A partir de 1957 Reed começou a sofrer de epilepsia e se já não bastasse, se embriagava e não administrava bem o seu dinheiro. Tudo isso prejudicou sua carreira ao ponto de ter que diminuir suas apresentações aos 40 anos de idade. Reed esteve casado com Mary Lee Davis ou “Mama Reed” desde 1945, ela foi autora de muitas letras de suas músicas, e em certas apresentações também ‘segurava a barra’ no apoio vocal, já que ele esquecia as letras devido às seqüelas da doença. Durante sua permanência no Selo Vee Jay, Jimmy manteve sua carreira graças aos direitos autorais cobrados pelas regravações de seus hits por bandas de rhythm & blues inglesas, como The Rolling Stones e The Animals. 
O carisma sempre foi uma marca de Jimmy Reed
Esta popularidade com as bandas britânicas foi devida a fama obtida por ele após uma temporada européia de sucesso em 1963 e 1964 onde apresentou-se também no programa de TV inglesa “Ready Steady Go”. Em 1965 participou do “Greatest Show of Stars”, uma turnê de 80 dias pelos EUA junto com Sam Cooke, Everly Brothers e Clyde McPhatter; em 1966 no Hendon Stadium de Atlanta, Georgia, apresentou-se com Ray Charles, The Drifters e B. B. King. Mas apesar de todo seu esforço, sua carreira começou a sofrer um declínio devido aos seus problemas de saúde. Em 1966 obteve algum sucesso pelo Selo Exodus. Em 1968, viajou novamente à Europa para o American Folk Festival. 
Reed, de inúmeros hits
No início dos anos 70 fez turnê com B. B. King e Clifton Chenier, suas apresentações tornavam-se raras. Sua esposa falece em 1974 e ele resolve deixar o álcool, mas era tarde demais. Jimmy Reed morre em 27 de agosto de 1976 aos 50 anos de idade devido a uma parada respiratória causada por uma crise epiléptica enquanto dormia na sua casa em Oakland, Califórnia. O eterno bluesman foi enterrado no Lincoln Cemitery de Blue Island, Illinois.
The Rolling Stones, The Animals, Them (de Van Morrison), Johnny Winter e Steve Miller, gravaram vários de seus hits como “Ain’t That Loving You Baby; “You Got Me Dizzy”; “Honest I do”; “Baby What You Want Me To Do”; “Big Boss Man”; “Bright Lights Big City”; “Let’s Get Together”; “Shame, Shame, Shame”, dentre outros.


Jimmy Redd At Carnegie Hall
É obrigatório conferir estas gravações de Jimmy Reed pela Vee Jay:
- Jimmy Reed At Carnegie Hall;
- Just Jimmy Reed;
- Rockin’ With Reed
.

Confira o link do you tube onde Jimmy Reed canta "Baby What You Want Me To Do":
http://www.youtube.com/watch?v=xW4u99_roGg 

Por Eumário J. Teixeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário