6 de jul de 2012

OS FALSOS PROFETAS CONSPIRAM CONTRA A BÍBLIA

Deus se manifestou aos homens de formas diferentes, uma delas foi através do milagre de toda a sua criação (Salmo 104) e a outra foi através da Sua palavra registrada nos livros do Velho e Novo Testamentos. E Deus usou homens inspirados pelo Espírito Santo (II Timóteo 3:16) para cravar em palavras toda a Sua obra.
Como se tudo isso não bastasse, o próprio Deus se manifestou em carne na pessoa do Senhor Jesus Cristo, o Verbo da criação (João 1:1-3; 14).
É sabido que foram feitas diversas traduções dos livros da Bíblia e algumas destas versões, como muitas das atuais, não são totalmente fiéis. É notório que a versão em português mais adotada pelos cristãos é a Edição Almeida Corrigida e Revisada – Fiel ao Texto Original (ACF).
O português João Ferreira de Almeida fez sua tradução definitiva do Novo Testamento (publicada em 1681) baseado no Textus Receptus grego, preferido pelos reformadores; e para o Velho Testamento (1ª parte publicada em 1748 e finalizada em 1753), ele recorreu ao Texto Massorético hebraico.
A versão Almeida e a versão inglesa King James de 1611, são as mais adotadas pela Igreja reformada em todo o mundo e com certeza as mais fiéis aos textos originais escritos pelos antigos profetas e evangelistas.
Assim podemos afirmar com temor, que a Bíblia que temos hoje em nossas mãos, é fiel às escrituras originais e, portanto, é a palavra de Deus. Se suas diversas traduções divergem em algumas coisas, o importante é que não possam subtrair ou acrescentar algo que tirem o sentido dos escritos originais (Apocalipse 22:18-19).
Mas o cenário que vemos hoje é aterrador, para não dizer abominável; líderes religiosos atrelados às lideranças políticas corruptas estão ignorando sumariamente o que Deus planejou e determinou para humanidade e que foi registrado no livro sagrado.
Vemos líderes de grandes denominações cederem em suas convicções doutrinárias em troca de poder e prestígio ao aprovarem leis abomináveis  e contrárias aos mandamentos de Deus. Ou seja, eles estão barganhando uma espécie de adaptação da Palavra de Deus aos novos tempos. Todo cristão sabe que a natureza de Deus é imutável (Salmo102:25-27; Malaquias 3:6 e Hebreus 13:8), o que Ele foi, é e será eternamente nunca mudará. Mas os homens na sua arrogância rebelde querem sujeitar e moldar o Criador às suas necessidades. Quanta heresia e falta de temor. Será que realmente eles sabem quem é Deus? Acho que não, se sabem já se esqueceram e se algum dia se lembrarem, vão temer Seu juízo.
Tudo está encaminhado para uma grande apostasia mundial, todas as religiões existentes serão consideradas partes de uma única verdade que leva ao mesmo Deus cultuado pelos muçulmanos, católicos, mórmons, espíritas, budistas, agnósticos, ufologistas, etc.
E passagens bíblicas como em Romanos 3:10-18 (sobre todos os homens como pecadores); I Timóteo 6:9-10  (sobre o amor ao dinheiro); Mateus 7:15-23; Colossenses 2:8 e I João 4:1-3 (contra falsos mestres, falsos ensinos e falsos espíritos); Deuteronômio 18:9-13, Levíticos 19:31 (contra os adivinhos e médiuns); Levíticos 18:22-30, I Coríntios 6:9-10, I Timóteo 1:8-11 e Apocalipse 21:8 (contra as uniões abomináveis e o homossexualismo);  finalmente João 6:40, 44, 47, João 14:6 e Colossenses 1:12-20 (o Senhor Jesus como único caminho para a salvação), serão retirados ou convenientemente modificados.
Todos os livros ditos “sagrados” serão considerados guias alternativos para Deus, mas é certo que este engano ecumênico será o desvio, a mentira e a morte eterna para a grande maioria.
Mas ainda assim, mesmo com toda essa conspiração mundial anti-bíblica tomando corpo, a verdadeira Igreja está mais viva do que nunca, não se enganem, pois por todos os cantos do planeta ela continua se reunindo, crescendo e restaurando a comunhão, o amor e a piedade experimentados nos tempos dos Apóstolos (Atos 2:42-47). Que Deus tenha misericórdia dos seus filhos fiéis e os poupe das tribulações que há de vir muito em breve (Lucas 21:7-28); em nome de Jesus, amém!

Por Eumário J. Teixeira.

4 comentários:

  1. Como Você mesmo disse, restaurando a COMUNHÃO,O AMOR e a PIEDADE. Sim essa igreja cresce á cada dia e devemos tomar cuidado para não pregar o contrario, como você mesmo diz, a intolerância (união abominável)que é o contrario da comunhão visto que não somos ninguém para julgar. O senhor Jesus, único caminho para a salvação nos ensinou a não julgar quando disse, _Vós que não tiverdes pecados, que atire a primeira pedra, se referindo (você bem sabe) á Maria Madalena, que por intolerância seria apedrejada. Atenha-se apenas á proferir, daqui por diante,o amor e deixe o julgamento para nosso criador. Sirva apenas a Deus, e não á Baal, não se atenha á contenda, não use as escrituras para a pratica do mal nem seja usado pelo mal. Deus quer que nos respeitemos. Acredite primeiro no bem, e ao acreditar, profira palavras BENIGNAS. Seja a árvore que dá bons frutos. Quando proferir tais coisas, vê se o sentimento é de Deus. Intolerância com certeza não é, pregue amor e não ódio, e o mais importante, seja mais humilde, pois o homem orgulhoso não pode entender as coisas de Deus.

    ResponderExcluir
  2. Meu amigo,
    Leia mais sobre jugo desigual em II Corìntios 6:14-17; e as demais passagens que citei não são da minha autoria, são do Deus de Abrão. Deus é amor, mas também é justo e se ira. E não confunda ecumenismo com comunhão entre os Santos (separados)
    de Deus.
    Que Deus te ilumine.

    ResponderExcluir
  3. Você diz, Deus se ira, mas não queira você se irar, porquê é necessário que venha o escândalo, mas ai daquele por quem venha o escândalo. Não tomeis como ato de si com julgamento e violencia as palavras de Deus, pois apenas a Deus cabe o julgamento. Lembre-se que Jesus apanhando a orelha que Pedro havia cortado de um soldado romano disse:"_Mete a tua espada na bainha; não beberei eu o cálice que o Pai me deu?” . Ou seremos mansos e pacíficos de coração para que seja cumprida as profecias e sejamos com Cristo e com o AMOR que ele nos ensinou, ou estaríamos nos apartando dele.

    ResponderExcluir
  4. Amém amigo,
    Deus é o juiz dos juízes. Todos estaremos diante Dele no trono branco. E ele definirá quem é justo e quem não é.
    Fica em paz e obrigado pelos comentários.

    ResponderExcluir